sábado, maio 03, 2008

NÃO DESISTIR

Madeleine McCann

Tatiana

Rebeca Cardoso

Jeremi Suarez

David Embaló

Sofia Catarina

Rui Pereira

Rui Pedro

Jorge Sepúlveda

João Teles

Claudia Alexandra



Ana Santos


Passado um ano sobre o desaparecimento de Maddie, penso ser uma altura própria para a recordar aqui e para lembrar também outras crianças ainda desaparecidas.

Infelizmente o tempo acaba por alterar drasticamente as feições infantis, mas a memória de quem vir estas fotos pode eventualmente ajudar.

Mais do que tudo, hoje o que pretendo, é pedir à polícia para que não desista nunca de procurar todas as pessoas desaparecidas, crianças ou adultos. Por elas, pelas famílias, pela sociedade em geral!

Se a Polícia tiver poucos meios, torna-se necessário que o Governo resolva o problema e que esta seja uma questão permanentemente prioritária para qualquer Governo!

Se para o conseguir tivermos que fazer um coro de protesto, façamo-lo!

Deixo aqui o link do site criado pela familia da Maddie.
http://www.findmadeleine.com/

Assim como a página da Judiciária das pessoas desaparecidas.
http://www.pj.pt/htm/pessoas.htm

6 comentários:

  1. Amigo
    é esta a melhor forma de referir a passagem do primeiro aniversário do mediático desaparecimento de Maddie.
    Todas estas crianças, hoje jovens alguns, se vivos, não tiveram toda a "publicidade" do caso da miúda inglesa, mas não são menos desesperantes.
    E o que mais me preocupa é o facto de parecer evidente o "desleixo" (geral) em que se tem deixado envolver a PJ, até há pouco tempo a única polícia portuguesa verdadeiramente credível; sinal dos tempos...
    Abraço.

    ResponderEliminar
  2. Felizmente alguém com senso para recordar as inumeras crianças que em Portugal desaparecem e não tiveram direito a tanto tempo de antena...mas claro, não eram filhas de "gente importante"...

    Grata por partilhar as NOSSAS crianças...

    ResponderEliminar
  3. nascidonaoseiparaoquê4:43 da tarde

    Caro cidadão, nascido em 1956.
    sempre q se fala de desaparecimentos, só me recordo do jovem João Tiago (escuteiro caminheiro) que foi visto pela última vez na zona do Portinho da Arrábida e até hoje não apareceu, nem o cadáver, nem a bicicleta que levava com ele.
    como escuteiro q fui, este caso sempre mexeu mt comigo. sei q mts n tiveram photo no seu post, mas n poderia deixar passar o assunto sem falar no nome do Tiago.

    ResponderEliminar
  4. Caro "Pinguim", Cara "Rosa Brava"
    e Caro "Nascido...."

    As vossas palavras revelam que todos nós, cidadãos deste país, partilhamos um sentimento comum de que é necessário não esquecer, não desistir, não perder a esperança.
    E a propósito dessa perseverança que é necessária, verifico que o jovem João Tiago, não consta da página da PJ!!!!
    Não sei o que aconteceu, pois pesquisei (um pouco) na NET e não encontrei nada! Espero, contudo, que no caso de desaparecimentos, mesmo os casos arquivados por se ter chegado a um impasse de investigação, não saiam da página da polícia e que arquivamento de um processo não seja igual a lançar definitivamente para o esquecimento policial alguém que é dificil encontrar!!!
    Um abraço a todos!

    ResponderEliminar
  5. porque estes apelos fazem todo o sentido, porque a dor não abala, porque posso imaginar essa dor, que é a dor última...

    ResponderEliminar
  6. Caro Luis Galego

    Acho que tem toda a razão, o desaparecimento de um filho deve ser mesmo a Maior Dor do Mundo!

    ResponderEliminar